Físico-Química

SOLUÇÕES

Coeficiente de solubilidade;
Curva de Solubilidade
Classificação das soluções quanto ao Cs
Principais Unidades de Concentração

Curvas de Solubilidade
Principais Unidades de Concentração
Preparo de Soluções
Diluição de Soluções
Mistura de Soluções

TERMOQUÍMICA

Calor de Reação e Lei de Hess
Questão da UERJ

RADIOATIVIDADE

Principais Partículas
Meia Vida ou Período de Semi-desintegração
Como pode Cair no ENEM
Exercícios

Cinética Química
Fatores que influenciam a velocidade das reações – Lei da Ação das Massas

Barrinha NEW 2
Teoria em Cinética Química com Exercícios

Questão 38 – UERJ 2017 1º EQ
Em um exame clínico, monitorou-se a concentração de um hormônio no sangue de um paciente,
das 14 h de um dia às 10 h do dia seguinte. Os resultados do monitoramento, organizados em
períodos de quatro horas, estão apresentados no gráfico abaixo.


A maior taxa de produção do hormônio, em mol.mL–1.h–1, verificada em um dos cinco períodos
do exame, corresponde a:
(A) 1,0 × 10−10
(B) 2,0 × 10−10
(C) 4,0 × 10−10
(D) 5,0 × 10−1

Barrinha NEW 2


Aplicação
Musiquinha para facilitar o assunto
em outra turma

Barrinha NEW 2

Equilíbrio Químico
Teoria do Equilibrio Químico
Deslocamento do equilíbrio – Princípio de Le Chatelier

Aula de Fixação
Musiquinha para facilitar
Amor de equilibrio
2016 – 2º Exame de Qualificação – Questão 33

Ano 8, n. 23, ano 2015

A ionização do ácido cianídrico é representada pela equação química abaixo:

Um experimento sobre esse equilíbrio químico, realizado a temperatura constante, analisou quatro parâmetros, apresentados na tabela:

Ao ser estabelecido o equilíbrio químico da ionização, foi adicionada certa quantidade de NaCN(s). Após a dissolução e dissociação completa desse composto, houve deslocamento do equilíbrio de ionização.

O parâmetro que sofreu redução, após a adição do composto, é representado pelo seguinte símbolo:

(A) a

(B) Ka

(C) pH

(D) [HCN]

 

Barrinha NEW 2

2015 – 2º Exame de Qualificação – Questão 42

Ano 7, n. 20, ano 2014

O craqueamento é uma reação química empregada industrialmente para a obtenção de moléculas mais leves a partir de moléculas mais pesadas. Considere a equação termoquímica  abaixo, que representa o processo utilizado em uma unidade industrial para o craqueamento de hexano.

Em um experimento para avaliar a eficiência desse processo, a reação química foi iniciada sob temperatura T1 e pressão P1. Após seis horas, a temperatura foi elevada para T2, mantendo-se a pressão em P1. Finalmente, após doze horas, a pressão foi elevada para P2, e a temperatura foi mantida em T2.
A variação da concentração de hexano no meio reacional ao longo do experimento está representada em:

(A) Opção A

(B) Opção B

(C) Opção C

(D) Opção D

Barrinha NEW 2

(UFRJ-RJ) A reação entre um ácido carboxílico e um álcool é chamada de esterificação e pode ser genericamente
representada pela equação a seguir:
RCOOH(ℓ) + R’OH(ℓ) ⇌ RCOOR’(ℓ) + H2O(ℓ)
Em um recipiente de 1 litro, foram adicionados 1 mol de ácido e 1 mol de álcool.
Sabendo que nestas condições Kc = 4, calcule a concentração de éster no equilíbrio.

Barrinha NEW 2
Experimentalmente, comprova-se que uma solução saturada de fluoreto de bário, em água pura, a 25oC, tem concentração do íons fluoreto igual a 1,52 . 10-2 mol/litro.
Qual o produto de solubilidade do fluoreto de bário?

Equação de dissociação do fluoreto de bário

1BaF2(s) <=> 1Ba2+(aq)  +  2F1-(aq)

Leitura molar: cada mol de fluoreto de bário se dissocia em 1 mol de cátions bário e 2 mols de ânions fluoreto, logo se formou 1,52 . 10-2 mols de ânions fluoreto a concentração dos cátions bário será a metade.

[Ba2+] = 0,76 . 10-2 mol/litro

Produto de solubilidade é a constante de equilíbrio de dissociação do sal na água

Ks = [Ba2+] . [F1-]2

Ks = [0,76 . 10-2 ] . [1,52 . 10-2]2

Ks = 1,76 . 10-6

ELETROQUÍMICA
Pilhas ou Células Galvânicas

Barrinha NEW 2

Esquema de funcionamento da Pilha de Daniel
Musiquinha para facilitar a sua compreensão
funk da pilha
Eletrólise

Gabarito Jornal O Globo – Questão 102 Química – Prova Rosa 2017

A eletrólise é um processo não espontâneo de grande importância para a indústria química. Uma de suas aplicações é a obtenção do gás cloro e do hidróxido de sódio, a partir de uma solução aquosa de cloreto de sódio. Nesse procedimento, utiliza-se uma célula eletroquímica, como ilustrado.

No processo eletrolítico Ilustrado, o produto secundário obtido é o

a) vapor de água.
b) oxigênio molecular
c) hipoclorito de sódio
d) hidrogênio molecular
e) cloreto de hidrogênio

Cálculos em eletroquímica

Barrinha NEW 2

Anúncios