AULA ESPECIAL SOBRE REAÇÕES ORGÂNICAS PARA O ENEM COM O PROFESSOR ROBERTO MAZZEI

Leia abaixo do vídeo os enunciados das questões e seus respectivos tempos na timeline: 

Enunciados das questões e seus tempos na timeline:

(ENEM 2017 – AZUL – QUESTÃO 134)
Tempo do vídeo: 00:02:50

O gabarito dessa questão foi assinalado errado. O correto é letra A
A ozonólise, reação utilizada na indústria madeireira para a produção de papel, é utilizada em escala de laboratório na síntese de aldeídos e cetonas. As duplas ligações dos alcenos são clivadas pela oxidação com o ozônio (O3), em presença de água e zinco metálico, e a reação produz aldeídos e/ou cetonas, dependendo do grau de substituição da ligação dupla. Ligações duplas dissubstituídas geram cetonas, enquanto as ligações duplas terminais ou monossubstituídas dão origem a aldeídos, como mostra o esquema.

Considere a ozonólise do composto 1-fenil-2-metilprop-1-eno:

MARTINO, A. Química, a ciência global. Goiânia: Editora W, 2014 (adaptado)

Quais são os produtos formados nessa reação

a. Benzaldeído e propanona.
b. Propanal e benzaldeído.
c. 2-fenil-etanal e metanal.
d. Benzeno e propanona.
e. Benzaldeído e etanal.

(ENEM 2015 – AZUL – QUESTÃO 60)
Tempo do vídeo: 00:19:25

O permanganato de potássio (KMnO4) é um agente oxidante forte muito empregado tanto em nível laboratorial quanto industrial. Na oxidação de alcenos de cadeia normal, como o 1-fenil-propeno, ilustrado na figura, o KMnO4 é utilizado para a produção de ácidos carboxílicos.

Os produtos obtidos na oxidação do alceno representado, em solução aquosa de KMnO4, são

a. Ácido benzoico e ácido etanoico
b. Ácido benzoico e ácido propanoico.
c. Ácido etanoico e ácido 2-feniletanoico.
d. Ácido 2-feniletanoico e ácido metanoico.
e. Ácido 2-feniletanoico e ácido propanoico.


(ENEM 2015 – BRANCO – QUESTÃO 69)

Tempo do vídeo: 00:26:00

O poli(ácido lático) ou PLA é um material de interesse tecnológico por ser um polímero biodegradável e bioabsorvível. O ácido lático, um metabólito comum no organismo humano, é a matéria-prima para produção do PLA, de acordo com a equação química simplificada:

Que tipo de polímero de condensação é formado nessa reação?a. Poliéster.
b. Polivinila.
c. Poliamida.
d. Poliuretana.
e. Policarbonato.

(ENEM 2012 – AZUL – QUESTÃO 58)
Tempo do vídeo: 00:36:56

A própolis é um produto natural conhecido por suas propriedades anti-inflamatórias e cicatrizantes. Esse material contém mais de 200 compostos identificados até o momento. Dentre eles, alguns são de estrutura simples,
como é o caso do C6H5CO2CH2CH3, cuja estrutura está mostrada a seguir.

O ácido carboxílico e o álcool capazes de produzir o éster em apreço por meio da reação de esterificação são,respectivamente,

a. ácido benzoico e etanol.
b. ácido propanoico e hexanol.
c. ácido fenilacético e metanol.
d. 
ácido propiônico e cicloexanol.
e. 
ácido acético e álcool benzílico.

(ENEM 2012 – AZUL – QUESTÃO 66)
Tempo do vídeo: 00:36:56

O benzeno é um hidrocarboneto aromático presente no petróleo, no carvão e em condensados de gás natural. Seus metabólitos são altamente tóxicos e se depositam na medula óssea e nos tecidos gordurosos. O limite de exposição pode causar anemia, câncer (leucemia) e distúrbios do comportamento. Em termos de reatividade química, quando um eletrófilo se liga ao benzeno, ocorre a formação de um intermediário, o carbocátion. Por fim, ocorre a adição ou substituição eletrofílica.

Com base no texto e no gráfico do progresso da reação apresentada, as estruturas químicas encontradas em I, II e III são, respectivamente:

(Enem 2010 – azul – QUESTÃO 75)
Tempo do vídeo: 01:00:20

No ano de 2004, diversas mortes de animais por envenenamento no zoológico de São Paulo foram evidenciadas. Estudos técnicos apontam suspeita de intoxicação por monofluoracetato de sódio, conhecido como composto 1080 e ilegalmente comercializado como raticida. O monofluorcetato de sódio é um derivado do ácido monofluoracético e age no organismo dos mamíferos bloqueando o ciclo de Krebs, que pode levar à parada da respiração celular oxidativa e ao acúmulo de amônia na circulação.

O monofluoracetato de sódio pode ser obtido pela

a.Desidratação do ácido monofluoracético com liberação de água.

b. Hidrólise do ácido monofluoracético sem formação de água.

c. Perda de íons hidroxila do ácido monofluoracético, com liberação de hidróxido de sódio.

d. Neutralização do ácido monofluoracético usando hidróxido de sódio, com liberação de água.

e. Substituição dos íons hidrogênio por sódio na estrutura do ácido monofluoracético, sem formação de água.

 

(Enem 2015 – azul – QUESTÃO 77)
Tempo do vídeo: 01:04:00

Hidrocarbonetos podem ser obtidos em laboratório por descarboxilação oxidativa anódica, processo conhecido como eletrossíntese de Kolbe. Essa reação é utilizada na síntese de hidrocarbonetos diversos, a partir de óleos vegetais, os quais podem ser empregados como fontes alternativas de energia, em substituição aos hidrocarbonetos fósseis. O esquema ilustra simplificadamente esse processo.

Com base nesse processo, o hidrocarboneto produzido na eletrólise do ácido 3,3-dimetil-butanoico é o

a. 2,2,7,7-tetrametil-octano.

b. 3,3,4,4-tetrametil-hexano.

c. 2,2,5,5-tetrametil-hexano.

d. 3,3,6,6-tetrametil-octano.

e. 2,2,4,4-tetrametil-hexano.

O que é o imenso “buraco” que a Nasa encontrou no Sol e o que ele pode causar

Normalmente, as ocorrências termofísicas do Sol e suas consequências são de uma magnitude que intriga e confunde cientistas. E o que está acontecendo atualmente não tem sido diferente e tem desafiado a compreensão de especialistas.

sem-titulo

Correntes de vento solar – partículas carregadas expulsas da atmosfera solar – que podem chegar a uma velocidade de 400 km por segundo, o equivalente a 1,5 milhão de km por hora, têm ocorrido em velocidades duas vezes maiores.

Isso se deve aos chamados buracos coronais – fenômeno astronômico que ocorre na coroa (envoltório luminoso) do sol de tempos em tempos – quando os ventos passam a ser muito mais intensos: sua velocidade pode atingir 800 km por segundo.

Leia Mais

Fonte BBC

logo-nova